2.09.2013

Diferenças entre Portugal e o Canadá: a sociedade e as suas narrativas


As sociedades vivem organizadas em torno de narrativas e significados que estão imbuídos nas nossas práticas discursivas. A nossa cultura é um processo em eterna construção. A realidade é negociada constantemente.

Serve esta breve introdução para deixar um tópico de reflexão.

Se pensarmos que o BPN e os problemas que daí decorreram foram resultado de atividades criminosas, e se nos focarmos na banca dita saudável, que age dentro da lei, então temos uma análise curiosa.
Nenhum banco português aparece na lista dos 50 bancos mais seguros do Mundo. Tão simples quanto isso. Na mesma lista, vários bancos canadianos aparecem como sendo dos mais seguros. Aliás, tão seguros que:

Moody’s is calling Canada’s bank sector the soundest in the world and a safe haven for investors in a report that also gives the federal government high marks.

Portugal e os bancos portugueses certamente que não têm essa qualificação.

Agora o mais interessante é que entre 2008 e 2010 os bancos canadianos receberam 114 biliões de dólares. Qualquer coisa como 50% do PIB Português. Estão a seguir?

Curioso é saber que este apoio do governo aos bancos teve a designação de apoio de liquidez. Lembram-se da designação europeia? Bailout. Menos simpática, não é? Para além disso, 12 biliões foi o valor que foi destinado no bailout Português para acudir aos bancos. Alguns bancos utilizaram esse dinheiro, outros não.

Ora bem, a notícia (aqui e aqui) refere que:

From October 2008 until June 2010 Canada's banks received over $114 billion from the government - which means from us, the tax payers. But the government didn’t bother telling us that this money came from us. In fact, every man, woman, and child paid over $3,400 to cover the cost. The media never makes this clear either which leads to an ignorant public.

In the U.S. and the rest of the world this is called a bank bailout. In Canada it’s called “liquidity support.” Whatever pleasant word you use, it doesn’t change the fact that the public once again has to pay for private profits.

What is especially scandalous is that during the year-and-a-half bailout period, the banks made an incredible $27 billion in profits and CEO compensation increased 19 per cent.

In fact, Canada gave CIBC, BMO, and Scotiabank more money than their actual worth. That means Canada could have bought the failing banks, changed their backwards policies, and shared the profits with all the taxpayers.

O mais engraçado, se pensarmos nos valores em percentagem do PIB alcançamos um valor superior para os bancos canadianos do que para os bancos portugueses...

Mais uma vez, encontramos diferenças substanciais entre os dois países ao nível da substância? Não parece. Ao nível da narrativa? Completamente.

Ah grande Pessa, e esta hein?
Post a Comment