3.13.2011

Não fiques à rasca! - Programa de Orientação Escolar e Vocacional/Profissional



A Orientação Escolar e Vocacional/Profissional (OEV/P) é tremendamente importante para o futuro dos alunos do 9º e do 12º anos. No entanto, um grande número de escolas não dispõe de um serviço de Psicologia que possa proporcionar-lhes um programa de OEV/P e quando dispõem, têm dificuldade em responder às solicitações idiossincráticas de cada um dos alunos.

? Quantos jovens se vêem perdidos na escolha que têm que tomar e que, indelevelmente, irá condicionar fortemente o seu percurso escolar e a sua motivação e felicidade?

? Quantos se questionam numa angústia gritante sobre se estão no curso certo ou se tomaram a melhor decisão no 9º ano?

? Quantos tomam decisões sem conhecer a oferta completa que têm à sua disposição?

Muitos, sem dúvida. Não sejas um deles! Eu posso ajudar-te!


Bem sei que é difícil tomar uma decisão vocacional aos 15, 16, 17 ou 18 anos, que seja óbvia e clara como água límpida. Por várias razões:

- Estás num processo intenso de elaboração da identidade;
- O Mundo têm evoluído muito depressa, sendo criadas novas profissões e anuladas outras à medida que os novos desenvolvimentos tecnológicos vão acontecendo;
- Existem diversas rotas académicas e muitas profissões;
- És influenciado(a) pelas vivências que vais tendo com os teus amigos, pais, irmãos e outros familiares, professores, figuras inspiradoras, pelo país e situação europeia...Enfim, uma catrefada de gente e experiências!


Vamos lá então conhecer os 3 eixos de uma decisão vocacional/profissional:

- Auto conhecimento: tens que olhar para ti próprio(a) e perceber o que és neste momento, como queres evoluir e que marca queres inculcar na tua vida.

- Conhecimento vocacional: deves analisar cuidadosamente todos os percursos académicos/formativos, ou seja, todas as opções e alternativas.

- Capacidade para relacionar o auto conhecimento e o conhecimento vocacional: isto é essencial. Poderás conhecer-te bem e ter todo o conhecimento vocacional, mas se não conseguires relacionar ambos terás muita dificuldade em tomar uma decisão consistente.


Mas tem atenção! Uma decisão vocacional/profissional deve ser:

- Múltipla (plano A, B, C, etc): devido às mudanças que estão sempre a acontecer e que são imprevisíveis. Isto não significa que não tenhas uma clara noção da “rota” que queres seguir mas deverás ser suficientemente flexível para pensar noutros planos.

- Sincera: é bom sonhar e alguém disse que o sonho comanda a vida mas há aspectos em que temos que olhar necessariamente para a realidade. Sê sincero(a) contigo!

- Lógica e racional: deve fazer-te sentido. Ok, esta pode ser mais polémica porque podes falar-me de um anseio arrebatador que tens em ser médico(a) ou pintor(a)! No entanto, a decisão deverá ser bem pensada, terá que fazer sentido e não ser apenas um desejo. Se fechares os olhos e pedires muito para ganhar o Euromilhões, não será por isso que o irás ganhar! ;)


Características do programa

- Desenhado à medida das necessidade da pessoa, privilegiando-se diferentes fases de acordo com o nível de maturação da decisão vocacional;
- Organizado em torno dos 3 eixos referidos, incluindo-se Entrevista multifactorial; Pesquisa e análise de informação vocacional; Testes de Interesses/Preferências vocacionais, Valores e de factores de Inteligência; Discussão das conclusões; Relatório.


Condições

- Local: consultório ou residência do jovem, desde que num raio de 10 km de Ovar;
- Disponibilidade para partilha de dúvidas por email ao longo do processo;
- Horários flexíveis (ao fim do dia durante a semana ou ao fim de semana);


Sobre mim

- Psicólogo Escolar, inscrito na Ordem dos Psicólogos, com experiência nas áreas da Educação e da Gestão de Recursos Humanos.
- Licenciado em Psicologia e com Pós-Graduação em Gestão de Recursos Humanos.

Contactos

- Mail ricardopintoalmeida arroba gmail ponto com
- Twitter @rfpa
- Facebook @ricardopintoalmeida
Post a Comment