3.11.2013

A revolução de Vasco Lourenço


A democracia é uma coisa chata, principalmente quando os tempos são difíceis.

Haja revolução, pena não haver ideias nenhumas sobre nada. As políticas não prestam, as pessoas no governo não prestam, Vasco Lourenço presta. Quem mais iria para o Governo? E como se articula esse facto com o argumento de que os políticos são todos uns ladrões incompetentes? Quem iria formar governo? O PCP e o BE? Eles também não parecem entender-se...

Creio que na Irlanda estão também a preparar uma revolução...ou talvez tenha ouvido mal e estão só a tentar que o país consiga voltar a proporcionar melhores condições de vida aos seus habitantes.
Visto que o problema de Portugal é a incapacidade de a economia crescer e criar empregos e riqueza, espero que o capitão (Chávez era comandante, daí os melhores resultados) se refira a uma revolução que incida sobre esse problema. E que ao mesmo tempo, sem apoio do povo nem da Europa, que pague do seu bolso a diferença entre os rendimentos atuais e o valor para o qual descerão se a sua revolução for avante.
Estou em crer que ele está apenas sensibilizado com a morte de Chávez. Compreensível.

Compreendo as causas implícitas do comentário do Vasco Lourenço mas as pessoas têm que assumir alguma responsabilidade pelas afirmações que fazem. Qualquer dia o contexto é a substância e isso não faria muito sentido. 

A notícia do Jornal Público. 

Post a Comment