4.24.2011

O farol da tolerância de ponto e o horizonte negro da censura

No seguimento deste post, eis a confirmação de como alguns (os Outros...) nos vêem lá fora.

Portugal on holiday amid bail-out talks (é preciso fazer sign in para ler o artigo)

Não é preciso ser um génio para perceber que medidas aparentemente insignificantes (para o Governo) como a tolerância de ponto podem ter um impacto tremendo na imagem que os outros têm de Portugal. Vamos ser claros. No nosso dia a dia é muito fácil observarmos alguém e julgarmos que é preguiçoso, vive acima das suas possibilidades ou, por exemplo, quer trabalhar o menos possível. É muito fácil, portanto, criarmos uma primeira impressão negativa sobre um país mas mais relevante ainda é o conhecimento de que é muito fácil ficar com uma má impressão e extremamente difícil mudar essa consideração novamente para uma boa impressão. Está estudado. É básico.

Portanto, seria assim tão difícil perceber que todas medidas tomadas pelo Governo, por mais insignificantes que sejam, neste contexto específico, sejam alvo de escrutínio intenso? Não será fácil perceber que Portugal está dependente do dinheiro dos outros e que isso deve impedir todos os comportamentos laxistas?

E não venham cá com as tretas da soberania! Se a soberania é assim tão importante, então tivessem pensado nisso antes!
Post a Comment