1.11.2009

..."Bom. Então acho extraordinário que eu esteja vivo. E sinto-me bem eu. Mas não me sinto sozinho. Outras partes de mim estão em outro lado e são os filhos que dormem, ou os trabalhadores com quem falei, ou a terra que ajudei a trabalhar. E é como se eu fosse só uma parte de qualquer coisa muito grande que vai para além das pessoas conhecidas e chega às pessoas conhecidas dessas e a outras e para o passado e para o futuro."...

in Aparição, Vergílio Ferreira, p. 148-149
Post a Comment